No Taller General abordamos as nossas motivações ou preocupações pessoais por meio da arquitetura. Durante a conferência serão desenvolvidos dois temas. Por um lado, a questão de gênero, pois é um ponto de conflito que vivenciamos dia após dia, em um contexto ultra-hegemônico e patriarcal, como o campo do design e da construção. De outro, o deslocamento e a mobilidade humana enfrentados por milhões de pessoas em trânsito pelos países da América Latina, muitas vezes sem lugar para chegar ou ficar. Cenários que nos levam a (re)pensar: quem tem a oportunidade de construir? Quais são as alternativas que temos, les arquitectes? Como você pode gerar uma contribuição para as comunidades em movimento por meio da arquitetura? A partir dessas questões, surgem os dias de construção participativa com perspectiva de gênero: Femingas, destinado a nós que nos encontramos deslocados, invisibilizados e confrontados com barreiras de acesso em termos de desenho, construção ou modificação espacial; e o Abrigo Temporário Humanx em El Juncal (fronteira norte do Equador) para pessoas em situação de mobilidade.